Resenhando: O Príncipe Gato e a Ampulheta do Tempo

Como primeiro post nada como uma resenha de um bom livro, e ainda por cima, literatura brasileira atual, pois andamos carentes de uma boa leitura nativa atual, no mais hoje em dia acabamos nos apegando a livros escritos no exterior, não que isso seja algo ruim, uma boa leitura é sempre uma boa leitura. Mas com tantos escritores bons aqui, como Marcelo e Gustavo, conhecidos como Bento Luca, por que não darmos um afastada nos nossos A Culpa é das Estrelas (que me nego a fazer resenha pois acho um romance mastigado e enlatado, mas obviamente, como já dito uma leitura é sempre uma leitura), nos nossos Jogos Vorazes e Divergentes da vida, e abrir um espaço, mesmo que pequeno, na nossa estante para livros da nossa terra. Vamos a resenha?
⇨Sobre os Autores

Marcelo Siqueira Silva nasceu em 1987 em São Paulo, é formado em Naturopatia. Na mesma cidade, nasceu seu primo, Gustavo Costa de Almeida Siqueira nascido em 1986, o mesmo formou-se em Gestão Ambiental. Juntos criaram diversos contos durante nove anos, porém o interesse em um novo projeto surgiu em 2009, quando surgiu a trilogia O Príncipe Gato.

⇨O Livro
Bom, se você chegou a ler a sinopse do livro, deve ter achado ele bastante infantil e sem sal, mas não se engane, essa história de buraco de minhoca e Reino Marshmallow é muito além de apenas mais conto para fazer seu irmão mais novo dormir.

Mas lhe faco a seguinte pergunta:

O que você faria se encontrasse um gato lendo em uma biblioteca?

Acharia maluquice, certamente. Isso é exatamente o que Hugo pensa quando se depara com essa situação. Ao abrir uma sala da biblioteca com a placa ”Livros Raros”, encontra um gato enorme debruçado sobre um livro. Achando que não passa de uma ilusão, fecha a porta. Ao abri-la novamente, confirma sua ilusão. Não há nada lá. A não ser o livro que o gato estava lendo. Porém após subir e descer 14 degraus, ele se depara com um bilhete preso em uma faca, que lhe deixa bastante curioso, o bilhete lhe diz que ele deve se dirigir a um endereço especifico se quiser seu precioso objeto de volta, e assim ele constata que seu pingente havia sumido, uma das poucas coisas que nosso jovem preza na vida. Chegando lá, ele encontra novamente seu gato, que lhe explica o ocorrido com seu reino, e então dá-se inicio à aventura.

Quando comecei a ler, realmente achei que não daria em nada e que ele ficaria ali pegando poeira por um bom tempo, mas na verdade, é uma experiência ótima, principalmente para os amantes da literatura fantástica. É uma leitura rápida e dinâmica, mas nem por isso tediosa, nenhum fato é deixado desconexo, tudo explicado de maneira perfeitamente clara e possui uma linguagem simples e sem muitos enfeites.

As personagens são cativantes, além de Hugo, o Príncipe ainda conta com a ajuda do ratinho falante Eleanor, umas das personagens mais fáceis de se apegar, na minhas opinião. O Primeiro livro termina de forma inesperada, e possui um final que eu nunca imaginaria, o que nos faz ansiar ainda mais pelo segundo e assim por diante.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s