Dublagem de Mortal Kombat X. Não precisamos de famosos, sim de qualidade.

image

O recentemente lançado Mortal Kombat X (vocês falam Kombát ou Kômbat ein?) gerou bastante falatório em sua versão brasileira e levantou um tópico muito discutido: A Dublagem




  Há quem diga e se recuse a assistir/jogar algo dublado pela má qualidade oferecida nos produtos que são colocados em nossa língua (eu, particularmente, tenho essa preferência). Mas entramos na questão de que, seria culpa da nossa língua? Dos dubladores?
Se você respondeu sim para ambas, está redondamente enganado! O erro existe nas direções de dublagem, nos tradutores que muitas vezes pecam com expressões idiomáticas, mas principalmente na contratação de famosos inexperientes.
Voltando ao Mortal Kombat X, tivemos Pitty como Cassie Cage, filha do Johnny Cage (colocassem ela pra dublar o Cyrax, chegaria cantando “Pane no sistema, alguém me desconfigurou”), o que me deixou bastante triste foi a inexpressividade da dublagem da moça, mas acima de tudo, vale apontar que a culpa não é dela e não devemos distribuir rage gratuito em cima da cantora já que ela foi convidada para participar, e a empresa já estava ciente de sua inexperiência.

image

E então como chegar a tal conclusão e acalmar nossos queridos dedinhos no twitter, facebook, fóruns e etc? Apartir do momento que um famoso é convidado para participar da dublagem seja de um filme, jogo ou comercial, tanto a direção e o público devem estar cientes de sua inexperiência, e de que qualquer grande merda que der é de total responsabilidades dos gênios que o convidaram para participar do projeto.
Grandes exemplos das grandes merdas são a Dublagem brasileira de Enrolados e Shrek (o primeiro com Luciano Hulk, digo Huck, e o segundo com Bussunda).
Uma coisa que as empresas precisam ter em mente é que não precisamos de fama, precisamos de qualidade, não precisamos de famosos fazendo personagens para chamar público, e fazer notícia, precisamos que contratem dubladores profissionais, com experiência e currículo, (até porque aposto que chamar um artista renomado deve custar mais caro que contratar um profissional) e acima de tudo tradutores empenhados em realmente passar o que as expressões buscavam dizer, e adapta-las para o nosso vocabulário atual (acho que ninguém quer ouvir seu personagem gritar “oloco bicho, ta pegando fogo meio”).
Concluímos que nesses casos, reclamemos da dublagem, não dos dubladores.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s